Mais de 40% do salário dos portugueses vai para o Estado

O relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) revela que Portugal foi um dos países onde a carga fiscal mais subiu.

Mais de 40% do salário bruto fica nos cofres do Estado em forma de impostos e contribuições para a segurança social, segundo o relatório divulgado esta sexta-feira. 

Portugal foi o país da OCDE onde os impostos sobre o custo do trabalho mais subiu entre os 34 países analisados: no ano passado o aumento foi de 3,54%. 
Uma subida que ficou a dever-se à sobretaxa de IRS sobre todos os rendimentos. 

Incluindo também as contribuições para a segurança social, entre 2009 e 2013, o aumento foi de 4,8%. E, no ano passado, 41,1% do salário bruto foram retidos, quando a média da organização se encontra nos 36%. 

Entre impostos sobre o rendimento e contribuições para a segurança social, o país encontra-se na 12ª posição, acima da média da organização.

fonte:http://rr.sapo.pt/in

publicado por adm às 21:57 | comentar | favorito
tags: