Novo diretor-geral dos impostos vai ganhar 4500 euros

O novo diretor-geral da Administração Tributária e Aduaneira (AT) vai ter um salário de 4.512 euros. A remuneração é avançada pelo jornal 'Diário Económico', esta segunda-feira, depois de o Governo abrir o concurso para escolher o sucessor de José Azevedo Pereira, no cargo há mais de seis anos.

O salário de 4.512 euros divide-se em 3.734 euros de salário base e 778 euros de despesas de representação. Ainda assim, o salário do sucessor de Azevedo Pereira vai ser inferior a alguns dos vencimentos base de gestores públicos que têm a remuneração balizada pelo teto máximo do estatuto dos dirigentes da função pública, cujo valor é de 6.850 euros para o primeiro-ministro.

Na escolha do novo diretor-geral dos impostos vai ser decisiva a "experiência profissional relevante na administração e gestão de organizações de grande dimensão, com ênfase em estratégia, processos de transformação, análise, gestão e execução de projetos, gestão de recursos, bem como a gestão de operações, tecnologia e informação".

Os candidatos com mais de 12 anos de experiência profissional e académica na administração pública e gestão de organizações de grande dimensão vão ser privilegiados. As candidaturas começaram a ser recebidas pela Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CReSAP) no dia 31 de janeiro e vão ser aceites até 13 de fevereiro.

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/n

publicado por adm às 22:34 | comentar | favorito