Mesmo as mulheres mais bem pagas recebem menos do que os homens

No ano passado, 198 mulheres constavam da lista dos cinco executivos mais bem pagos de cada uma das 500 empresas do ranking da Standard & Poor's, ou seja, 8% do total. Em média, estas mulheres continuam a receber menos 18% do que os homens, segundo dados divulgados pela agência Bloomberg.

Quatro décadas depois de um número substancial de mulheres ter começado a entrar para o mundo da gestão, contam-se pelos dedos aquelas que chegaram aos escalões onde se recebe mais dinheiro. Até depois de se formarem nas mesmas instituições de economia ou gestão, as mulheres tendem a começar com salários mais baixos que os dos homens e muitas não alcançam o nível de salários destes quando avançam na carreira. As mulheres executivas afirmam que podem ser menos exigentes que os homens no que toca aos valores dos salários, em parte por medo de serem catalogadas de agressivas ou egocêntricas.

A diretora financeira da Oracle Corp., Safra Catz, e a diretora executiva da Yahoo!, Marissa Mayer, encabeçam a lista das mulheres mais bem pagas em 2012, com uma remuneração de cerca de 38,8 milhões de euros e 27,5 milhões de euros ao ano, respetivamente. Ainda que ambas tenham recebido mais do que alguns dos seus pares, os seus exemplos são mais a exceção do que a regra.

Em média, as mulheres que trabalham a tempo inteiro nos Estados Unidos ganham 77 cêntimos por cada dólar pago aos homens, de acordo com os censos realizados em 2011. Esta diferença pode ser explicada, em parte, pelo cargo ocupado, pela experiência e pelas aptidões.

Entre as mulheres nos escalões mais altos das empresas que constam da lista da Standard & Poor's, que recebem 82 cêntimos por cada dólar pago aos seus colegas masculinos, os níveis de experiência e as aptidões são semelhantes aos dos homens.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt/E

publicado por adm às 22:35 | comentar | favorito