800 mil ganham menos de 600 €

Cerca de 800 mil trabalhadores têm um ordenado inferior a 600 euros, segundo o Boletim Estatístico do Gabinete de Estratégia e Estudos (GEE) do Ministério da Economia. Um universo que deverá ser maior, já que estes valores dizem respeito a 2013 e, desde então, o número de pessoas com o ordenado mínimo não tem parado de aumentar. É nos dois escalões de remuneração mais baixos que está a maioria dos trabalhadores por conta de outrem. Na prática, recebem o salário mínimo – em 2013 era de 485 euros – e entre o ordenado mínimo (505 euros) e 599 euros. No escalão mais elevado, em que o salário mensal é igual ou superior a 3750 euros, estão 23 600 trabalhadores. O patamar de salário mais baixo tem, contudo, vindo a engrossar, atingindo o peso máximo em outubro de 2014, quando se fixou em 19,6%. Por cada 100 trabalhadores por conta de outrem, 20 recebem salário mínimo, auferido por cerca de 30% dos trabalhadores de outras atividades de serviços. As mulheres continuam a ser mais penalizadas, tendo subido para 25 por cento o seu peso relativo no conjunto destes trabalhadores. Portugal conta com cerca de 4,4 milhões de trabalhadores, dos quais 3,6 milhões por conta de outrem.

fonte: http://www.cmjornal.xl.pt

publicado por adm às 15:16 | comentar | favorito
tags: